Comissão Arns apoia o Movimento.AR de combate ao racismo

01.07.2020

A Comissão Arns apoia a inciativa da Universidade Zumbi dos Palmares que propõe dez metas para o combate ao #racismo e a promoção da igualdade e diversidade racial.

O Movimento propõe dez ações concretas:

  1. Mudança nos Protocolos Policiais para impedir técnicas de sufocamento e estrangulamento, disparos letais nas abordagem e confrontos policiais, e invasão e ocupação com disparos de arma de fogo em favelas e comunidades.
  2. Mudança nos Protocolos da Segurança Privada para impedir abordagens, hostilização, perseguição e constrangimentos nos ambientes públicos e privados, eliminação da sala de segurança, da agressão física, tortura e morte de negros, nos Bancos, Shoppings e Supermercados.
  3. Criação de 500 mil bolsas de estudos para qualificação de jovens negros em graduação, pós-graduação, pesquisa e formação tecnológica, economia criativa e negócios empreendedorismo.
  4. Criação de 300 mil vagas de estágios, trainnees e profissionais negros nas empresas públicas e privadas.
  5. Formação e qualificação de 1.000.000.000 - um milhão de quadros corporativos em Discriminação e Racismo e Gestão da Diversidade Racial.
  6. Implementação de meios, ferramentas, mecanismos e metodologia de gestão e gerenciamento da inclusão, desenvolvimento de carreira, e ação e politicas de diversidade racial, em 300 Empresas publicas e privadas.
  7. Estimulação de Programas de Compras Corporativas do ambiente publico e privado, de Serviços e produtos de empresas, empresários e profissionais negros.
  8. Fundo Vidas Negras Importam de 200 Milhões de reais para fomento, apoio e financiamento educacional, empreendedor, tecnológico e de economia cultural criativa para jovens negros.
  9. Implementação integral da Lei da Historia do Negro e História da África e da Disciplina de Relações Étnico Racial em todo ambiente escolar e universitário publico e privado do país.
  10. Prorrogação das Medidas e Programas de Cotas e Ação Afirmativas para negros, nas Universidades Publicas e nos Concursos Públicos Federais, a serem revisadas legalmente, em 2022,por mais 10 anos.