Carta em apoio ao Prof. Conrado Hübner Mendes

18.05.2021

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns vem à presença deste nobre Colegiado manifestar-se sobre representação que lhe foi encaminhada pelo Exmo. Procurador-Geral da República, Dr. Augusto Aras, no sentido de apurar condutas antiéticas atribuídas ao Professor Conrado Hübner Mendes, da Universidade de São Paulo.

Cumpre-nos manifestar apoio ao Professor Conrado Hübner Mendes, em nome da liberdade de expressão e opinião, que é um direito de todos, e um dos pilares da democracia. Externamos nossa perplexidade com o que lhe foi imputado pelo Exmo. Procurador-Geral, referindo-se a suposto ataque à honra, além de flerte com o escárnio e a calúnia.

Cabe lembrar que o Professor Conrado Hübner Mendes, além de renomado acadêmico, é também um intelectual público, que pode e deve se expressar livremente no debate de ideias com a sociedade, através dos canais competentes. Portanto, pedir que ele seja submetido a um comitê de ética universitária, por sua atividade pública, parece-nos estranho e sem propósito.

O Brasil vive tempos exaltados, em que proliferam reações destemperadas e autoritárias. Nesse contexto, há que se tomar cautelas redobradas para que tentativas de silenciamento não se transformem em mecanismos de intimidação, gerando processos persecutórios e novas formas de censura.

Com todo respeito e admiração,

São Paulo, 18 de maio de 2021

José Carlos Dias

Presidente da Comissão Arns