"Democracia e direitos humanos são indissociáveis. A luta por direitos humanos é permanente!" - MARIA VICTORIA BENEVIDES, membro fundadora da Comissão Arns

Bachelet alerta sobre riscos à democracia no Brasil

29 Ago 2022, 9:35 bachelet uol Bachelet, em entrevista a Jamil Chade, às véspera de deixar o cargo de alta comissãria da ONU para Direitos Humanos - Reprodução

O mundo e a América Latina estão com saudades do Brasil. Um país que falava pelo mundo em desenvolvimento e defendia o interesse de todo um segmento da população mundial. Quem faz a avaliação é a alta comissária da ONU (Organização das Nações Unidas) para Direitos Humanos, a chilena Michelle Bachelet, que deixa o cargo na próxima semana depois de quatro anos denunciando as violações em várias partes do mundo, inclusive no Brasil. O UOL foi o único meio de comunicação do país a entrevistá-la com exclusividade antes de sua despedida do cargo.