Nota Pública #7 - Em defesa das instituições de pesquisa e científicas

06.08.2019

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns vem a público manifestar-se em defesa das instituições de pesquisa e científicas.

O desfecho da crise gerada pelo ataque do Exmo. Sr. Presidente da República ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), concluído com a demissão de seu diretor, Ricardo Galvão, atinge um grande cientista e abala a credibilidade de um dos mais renomados e indispensáveis órgãos de pesquisa do Estado brasileiro. Muito justamente, Galvão qualificou de “pusilânime e covarde” a agressão de Bolsonaro ao Inpe.

Há algumas semanas, o ministro da Saúde havia atacado a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), instituição centenária cujas pesquisas sobre a saúde pública e as doenças tropicais beneficiam os brasileiros e a humanidade.

Outras investidas desprovidas de argumentos fundamentados e, portanto, pusilânimes e covardes, vêm sendo perpetradas pelo presidente da República e seus ministros contra o saber e a pesquisa nacional.

Essa ofensiva traduz uma deliberada política governamental destinada a subtrair aos brasileiros o direito fundamental a informações essenciais para o exercício da cidadania. Não são só as ciências que estão ameaçadas: é a própria democracia e o interesse nacional que estão em jogo.